Cisne Negro

by

(por Calcinha Exocet)

Filme tocante! Revela a realidade dura que é ser uma bailarina. A pressão, a dedicação exclusiva, a cobrança de ser madura de um momento para outro, a tensão e a responsabilidade de ser solista. Todos esses ingredientes podem custar caro a uma bailarina sensível e meiga.

O amadurecimento profissional da personagem Nina é permeado de cenas de delírios. O espectador fica confuso, não sabendo o que é realidade e o que é delírio. Gostei dessa confusão, porque dá ao longa a dose certa de suspense.

A mãe de Nina, ex-bailarina, trata-a como se fosse uma menina e joga sobre ela o sonho de ser a grande bailarina que não foi. A mãe deixou de ser bailarina quando ficou grávida de Nina. Eis aí mais um elemento pesado que Nina carrega sobre os ombros.

Na Academia de Balé, sua professora reconhece o seu esforço e a sua dedicação. O coreógrafo sabe que ela tem muita técnica, porém não demonstra sentimento quando dança. Nina sofre pressão de todos os lados. Ouve comentários constrangedores como de ser frígida.

A personagem aparenta ser emocionalmente uma menina, apesar de a atriz Natalie Portman ter mais idade. Na maior parte das cenas, Nina aparece com um rostinho de choro. É um sofrimento para ela ter de ser o que não é. Para ser a primeira bailarina de “O lago dos cisnes”, ela deverá ser meiga e cruel.

Mesmo tendo dificuldade para expressar os sentimentos de destruição, que é do Cisne Negro, Nina é escolhida pelo coreógrafo como primeira bailarina. Ele aposta alto nela, ou seja, acredita que ela se transformará na mulher sedutora que ele precisa para representar o papel.

A pressão que sofre com a carreira e com a  mãe, deixa-a com distúrbios físicos e psicológicos. Ela tem sintomas de  bulimia, o que não é muito explorado pelo diretor Darren Aronofsky.  Algumas cenas nos induz a essa ideia, como o fato de automutilar-se e vomitar.  Quanto aos distúrbios psicológicos, estes estão presentes em seus delírios.

Darren Aronofsky está de parabéns pelo longa! E Natalie Portman, embora não seja uma bailarina, merece um Oscar por sua interpretação.

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: