Suprema injustiça, abominável idiotice

by

Não sei se você sabe, mas não fosse um sujeito nascido em 1912, talvez você não estivesse lendo este post. Porque talvez não existisse computador, nem internet. Estou falando de Alan Turing, considerado, mais de vinte anos depois de sua morte, o pai da computação. Mas ele era um gênio escondido, pois trabalhava em contraespionagem para os ingleses. Sob sua liderança, foi desenvolvida a máquina eletromecânica que quebrou o código secreto do enigma, o aparelho usado pelos nazistas para codificar suas mensagens.

Então, também devemos a ele o fim mais rápido da Segunda Guerra Mundial. E qual foi a recompensa que o governo inglês concedeu a este homem brilhante que só fez o bem em toda sua vida?

Alan era homossexual, um crime na Inglaterra da década de 50. Mas além de ser um crime, a homossexualidade de Alan era considerada uma ameaça à segurança nacional. Ele foi condenado, contudo, aceitou uma “castração química”, em substituição à prisão. Injetaram-lhe hormônio feminino, estrogênio, que modificou seu corpo, tendo o humilhante efeito colateral de lhe fazer crescer seios. Mas o hormônio também lhe modificou a mente. E a alma.

Aos quarenta e dois anos de idade, Alan foi encontrado morto ao lado de uma maçã mordida. Fora envenenado por cianeto. As circunstâncias de sua morte não foram bem esclarecidas. Especula-se que ele tenha ingerido o veneno que fora injetado na maçã. Não seria coincidência. O conto de fadas preferido de Alan era Branca de Neve.

É incerto se realmente Alan suicidou-se e se esta cena foi proposital. Mas uma certeza há. Alan foi assassinado pela bruxa do preconceito, uma bruxa abominavelmente idiota. Alan perdeu a vida jovem. A humanidade perdeu um gênio que ainda poderia contribuir muito para o bem de todos.

Tags: , , , , , , , ,

10 Respostas to “Suprema injustiça, abominável idiotice”

  1. Flavia Sardinha Says:

    porra, que foda!

    • calcinhacomestivel Says:

      põe porra que foda nisso! Aí a gente entende o tamanho da idiotice de discriminar alguém só pela orientação sexual. Este é um caso emblemático, mas imagina o prejuízo no dia a dia.

  2. dan Says:

    é vero

  3. awvalenti Says:

    Olá senhoritas! Gostei do blog! Caí aqui pesquisando no Google sobre 2012 ser o ano do Alan Turing, vai ter eventos no mundo inteiro em homenagem aos 100 anos do nascimento dele.

    Sou computeiro e estudei um pouco sobre máquina de Turing na faculdade e talz. Mas foi no Nerdcast que descobri que o cara era gay, e isso me chamou a atenção. Primeiro, pq é raro computeiro gay! Segundo, pq nunca tinha ouvido falar de algum cientista da história recente que o fosse.

    Eu sou hétero, mas totalmente a favor da liberdade sexual. Cada um sabe de si, não é mesmo? Espero que o pessoal comente alguma coisa a respeito disso nos eventos que ocorrerão ano que vem e que a gente aprenda com os erros do passado a ser mais tolerante.

    Sobre cientistas teóricos em geral, admiro enormemente o trabalho desses caras, de pesquisar um negócio totalmente teórico que ninguém sabe direito aonde vai levar, e muitos pensam que é inútil. Mas esses caras com certeza sabem de alguma forma quando seu objeto de pesquisa será um dia muito importante para a humanidade. Vejo-os como seres iluminados… Não são caras normais🙂. Embora eu acredite que todos nós, normais ou não normais, podemos também chegar lá!

    Achei mto legal tb o que vcs falaram sobre a Gisele Bündchen no outro post. Fico bem chateado com a mídia ficar fazendo tanto escarcéu com cada coisa que acontece, gerando um monte de publicidade gratuita para alguma coisa idiota, que é o que as empresas querem.

    É isso, meninas! Parabéns pelo blog… Vi a primeira página e já curti bastante. Posts curtos e interessantes!

    []s,
    Fi

    • calcinhasnarede Says:

      Fi, que comentário interessante! Adorei!

    • calcinhacomestivel Says:

      Querido Fi,
      vc já ouviu falar da Ada Lovelace?
      Para quem não sabe, ela é considerada a primeira programadora. Não, não foi a primeira mulher programadora, foi a primeira pessoa programadora! Quando? No Século XIX!
      Incrível, né?
      obrigada pela visita e pelos comentários!

      • awvalenti Says:

        Ah, tem um texto legal, de um desses caras históricos aí, o Djikstra (pronúncia: Déikstra). É bem grande o texto, não li inteiro, mas vale a leitura pelo menos dos dois primeiros parágrafos, que mostram que as coisas não mudaram tanto assim de 1972 pra cá :)… Pessoas buscando fazerem o que gostam, pessoas enxergando coisas novas surgindo, pessoas mudando a vida de outras pessoas com uma simples conversa…

        Pessoas vêm, pessoas vão, repetem-se as histórias!

        http://www.cs.utexas.edu/~EWD/transcriptions/EWD03xx/EWD340.html

      • calcinhacomestivel Says:

        Brigada pela dica de leitura. Agora, depois do natal, acho que vou ter mais tempo para ler. Tem uma data que quero escrever sobre as mulheres e os computadores, porque muita gente acha que é um assunto meio clube dos meninos. Pena que o tempo voa e a gente vai adiando os projetos. Feliz Ano Novo!

  4. awvalenti Says:

    Olá meninas! Obrigado pelos comentários do meu comentário :)!

    Sim, tô ligado a Ada Lovelace! Existe até uma linguagem de programação que se chama Ada, em homenagem a ela! Ela realmente foi a primeira programadora, isso quando as máquinas ainda eram mecânicas!!! Impressionante… É até meio difícil imaginar como seria isso. Pode-se dizer que é a versão analógica dos processadores de hoje.

    Teve ainda a Grace Hopper, uma programadora (essa do século 20), que trampava na época dos computadores gigantes e valvulados. Uma vez uma mariposa entrou dentro da máquina e zoou tudo. Esse foi o primeiro bug de computador! A Grace Hopper foi quem popularizou essa história por aí, apesar de (acabei de descobrir) não ter sido ela que encontrou o bicho.

    Ela tb foi uma das criadoras do COBOL, linguagem que até hoje é usada em muitos sistemas bancários brasileiros. Programador COBOL hoje ganha uma nota! Pq são mto raros, já que a linguagem é muito antiga. E as vagas pra isso tb são mto raras.

    Fora elas, não conheço outras programadoras famosas…🙂

    História da computação é muito legal… Queria conhecer mais, tenho só uma ideia geral. Acho que a gente poderia aprender muito entendendo melhor esses caras e mulheres fera do passado.

    Bjos, meninas!
    Fi

  5. Fi Says:

    @calcinhacomestivel Opa, quando escrever, por favor, me avise!

    Não sei se já disse, mas a Sociedade Brasileira de Computação tem uma frente que vê o lance das mulheres na informática, saca só: http://www.dimap.ufrn.br/csbc2011/eventos/wit.php

    O Google tem uma parada parecida tb: http://www.google.com.br/press/pressrel/20080715_womentech.html

    Pode crer que nós, homens, queremos maior presença feminina na área e somos os primeiros a apoiar que isso aconteça :D!

    Bjos e bom ano novo!
    Fi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: