Posts Tagged ‘ponto G’

Uma superejaculação feminina, o sofá caríssimo e o bilau materialista

julho 8, 2009
nomundodalua-carol.blogspot.com

nomundodalua-carol.blogspot.com

(por Calcinha Esgarçada)

Tem homem tão grosso que ninguém merece! Grosso mesmo, insensível! Ou materialista às picas. O próprio bilau deve ser materialista. E a coitada de uma amiga minha caiu bem nas garras de um desses. Romântica, a pobre começou a namorar o sujeito, moço culto, inteligente, bem formado. Na primeira semana, rolou… ou melhor, uma vez que a moçoila é romântica… na primeira semana fizeram amor. Diz ela que foi bom, tudo legal, mas o que a moça não sabia é que ela tinha (tem, porque a coitada não morreu) a tal da ejaculação feminina!

Lá pela segunda, terceira semana de namoro, fogo a mil, tesão nas alturas, o amor rolou na sala do namorado: uma sala comum, com um sofá assim e tal, e que o tal do moço tinha pago uma certa quantia de reais. A senhorita, essa minha amiga, se esbaldou e não deu outra: foi ali mesmo, sobre o fatídico sofá, que rolou o superorgasmo. Super mesmo. O sofá, coitado, encharcado, feliz da vida com aquele líquido miraculoso e nem tão comum assim. Minha amiga ficou assustadinha, assustadinha. Pensou até que tinha feito xixi!

Bem, ela ainda não sabia que, durante o orgasmo, o canal do xixi fica bloqueado, e que a ejaculação feminina acontece quanto o moçoilo acha lá o tal do ponto G. É que nem que a ejaculação masculina, mas sem bichinhos fecundantes.

Enfim… voltemos ao sofá e ao bilau materialista. O moço, dono do tal do sofá, pulou logo de cima da romântica criatura, e esbravejou:

– Meu sofá vale muito mais que uma trepada!

Pobre moça! Não sabia se ficava fascinada com seu superorgasmo, se chorava, se ia embora, se pedia perdão para o seu amor e prometia nunca mais fazer aquela melança toda… Ficou dizendo, como se tivesse cometido o pior crime de sua vida:

– Mas é só um sofá! Isso nunca aconteceu comigo, juro!

A briga durou semanas. Os dois se casaram (juro!, a coitada era muito carente.), se separaram, são amigos (ou eram até ele ler este texto).

Hoje, feliz da vida, minha amiga deixa um rio em quase todo lugar em que tr… não!, em que faz amor. Em quase todo lugar, porque, como vocês sabem, não é todo mundo que acha o nosso amigo ponto G, que existe viu?, galera!Teve uma dessas vezes que minha amiga não conseguia mesmo parar. Achou que ia morrer em líquido e hormônios. Pesquisou, entrou no Google e viu que tem uma turma aí que realmente manda ver: um litro ou mais em cada ejaculação. Suspirou feliz e tranqüila, e pensou: Fodam-se os sofás caríssimos e os bilaus materialistas!

Anúncios